I wanna be a unicorn!!!

image

*emoji do macaquinho escondendo o rosto* 

Quem me conhece, ou quem já viu meu twitter (@marivieira_), sabe que eu amo unicórnios num nível absurdo. Por que? Sei lá… Não tem explicação do porquê nós amamos alguma coisa, mas fala sério! Coisas mágicas e fantasia, em geral, são maravilhosas. Quem nunca quis sair um pouco, pelo menos por um breve momento, da realidade? As vezes não é nem questão de querer, mas sim, de precisar. Faz bem, faz rir, faz feliz, ser “bobo” as vezes. E por isso, ou pelos simples fato de que eu sou apaixonada por essa criatura mística, eu tenho uma roupa de unicórnio — um onesie para ser mais específica. :)

Acreditem ou não, mas muitas pessoas ficaram encantadas com o meu onesie quando eu o comprei. Outras ficaram tipo “um unicórnio? ai meu Deus, não acredito, Mari!”, mas a melhor reação foi dos meus avós. Vovó ficou tipo: “garota, você é maluquinha”, enquanto ela e vovô morriam de rir quando eu fui para a casa deles vestida de Unicormari. <3

Mas a minha intenção com esse post é falar onde eu comprei essa roupa linda, porque eu sei que tem muita gente querendo ser sei la, qualquer bichinho existente na natureza, já que tem uma variedade enorme de opções no amazon. Eu comprei o meu onesie aqui. Ele não está disponível no momento, mas se você procurar no amazon.com (a versão dos EUA mesmo, porque na do Brasil ainda não temos onesies), vai achar diversos outros links que o vendem e também vendem outras opções.

O meu pedido deu aproximadamente 70 dólares, com a taxa do site incluída, e chegou dentro do prazo direitinho: mais ou menos, um mês. O dólar na época tava 3,0 e pouco, não lembro ao certo. Mas como esse aumento, pode ser que seja melhor esperar um pouquinho para comprar, né? :(

Essa é a minha dica de onde comprar, pra quem tiver interesse. Lá nos EUA, os onesies são muito famosos, então, comprar lá é uma boa também.

Algumas fotos da minha roupa <3:

image image image

E para vocês verem que não sou só eu… Miley Cyrus e Ariana Grande também com seus onesies de unicórnio!

image

image

image

image

E aí? Gostaram? :)

30 de setembro de 2015

Minha review de Scream Queens! <3

scream-queens1

WHAT FRESH HELL IS THIS?

OK. OK. OK… Depois de meses e mais meses de espera, nós finaaalmente pudemos ver a estréia de Scream Queens, com dois episódios, o ‘Pilot’ e o ‘Hell Week’. Os fãs, que já existiam desde quando os atores principais foram anunciados, não ficaram decepcionados com a série, pelo contrário. Scream Queens é uma mistura de Meninas Malvadas com Todo Mundo Em Pânico, exatamente o que faltava no mundo das séries atuais. Engraçado, misterioso, e te deixa fazendo mil teorias sobre o que aconteceu/o que vai acontecer. E esses dois primeiros episódios alcançaram as expectativas, deixando fãs curiosos e intrigados com a relação entre os anos de 1995 e 2015, e principalmente, com a seguinte pergunta: who the fuck is the Red Devil? Mas calma… Ainda vamos chegar lá!

CPns8QqWsAATP4z

A série começa mostrando uma festa na fraternidade Kappa Kappa Tau em 1995. Normal, né? Bom… Até que uma coisa bem estranha acontece.

giphy (17)

“Did you just get your period all over yourself?” Nah… Uma menina, a qual não sabemos direito ainda quem é, dá luz a um bebê em uma banheira no momento em que a festa está acontecendo (obs: ela nem sabia que estava grávida, só achava que tinha engordado muito. WHAT?), e a reação das rainhas da Kappa daquela época é de não fazer nada em relação à isso porque não queriam arruinar a festa e nem perder sua música favorita, Waterfalls. E o resultado não poderia ter sido pior: a menina morreu dentro daquela mesma banheira.

tumblr_nv5yo81a3M1uod3vuo1_500

Captura de Tela 2015-09-25 às 10.38.26

Voltamos para os dias de hoje com um cenário diferente, claro. E conhecemos a nossa rainha atual da Kappa: Chanel Oberlin (Emma Roberts), e seus ‘minions’, as quais ela chama de Chanel number 2, 3 e 5 (Ariana Grande, Billie Lourd, Abigail Breslin), porque bitch please!, ela não precisa gravar nomes, não é mesmo?

tumblr_nv510zJvWM1ql5yr7o1_500tumblr_nv40ptmPMR1u9e89no2_500

tumblr_nv5hbuTxKD1qil3vwo1_540

Eu tive um ataque com a Ariana nessa cena e em todas as outras obvi! Ma-ra-vi-lho-sa, me beija apksdoakpeok <3

Enfim, deixando de lado meu momento fan girl… As Chanels acabam de se arrumar e a Ms. Bean, que trabalha na casa, diz à Chanel que a reitora Munsch (Jamie Lee Curtis) quer conversar com ela, imediatamente.

cathy

Nessa conversa, a reitora diz a Chanel que pretende acabar com a Kappa, porque as meninas da irmandade representam tudo de ruim que existe na sociedade de hoje. E descobrimos que a Chanel já fora um ‘minion’, da rainha da Kappa do verão passado, Melaine Dorkus. Na cena vemos Melaine insultando Chanel, e se preparando para fazer seu bronzeamento artificial. O spray lançado ao seu corpo provoca diversas queimaduras, e mais tarde, fora descoberto que este estava misturado com um ácido. Assim, Melaine saiu da Kappa, e deixou as portas abertas para Chanel assumir seu posto. A reitora Munsch deixa bem claro que acha que Chanel foi a responsável por esse “acidente”, e bom, eu também acho. O que me faz pensar que Chanel pode ser o Red Devil? Damn. É verdade… Ainda não cheguei lá. Com isso, entra na conversa Gigi Caldwell, presidente da divisão nacional da Kappa Kappa Tau, que diz que não podem revogar a licença da fraternidade. E com isso, ela propõe um acordo à reitora.

Após essa cena, conhecemos Grace Gardener (Skyler Samuels) que está entrando na universidade e quer se juntar à Kappa Kappa Tau, pois sua mãe era da irmandade, e ela quer se sentir ligada à ela de alguma forma. Seu pai, entretanto, não gosta da ideia, e nos fazer imaginar o porquê disso. Há muitas teorias de que Grace é na verdade o bebê que nascera naquela banheira durante a festa, mas isso fora aconteceu 20 anos atrás, e Grace tem apenas 18……o que torna as coisas impossíveis(?), ou não né, essa série é cheia de surpresas. Ela vai até seu dormitório e conhece Zayday (Keke Palmer). Grace a convence a entrar na Kappa junto com ela, mesmo Zayday não gostando da ideia a principio.

tumblr_nv5gu9Ndjm1ufzfvmo1_500

Chegamos então ao momento em que as meninas da Kappa estão recebendo suas candidatas para entrar na irmandade, até que o seguinte recado é dado: elas devem aceitar toda e qualquer pessoa que quiser fazer parte da casa. Chanel #3 e Chanel #5 começam a surtar, e a #5 vai correndo avisar à Chanel. Ao entrar no quarto sem bater na porta, isso é o que acontece lolololol:

giphy (14)

Ok……..Eu não gosto muito da Chanel #5, então achei essa cena muito engraçada. Ela é meio puxa-saco demais e totalmente freak também, né, como vemos em uma cena mais adiante *no spoilers*.

Continuando. As principais candidatas à se juntar à Kappa, além de Grace e Zayday, são: Hester Ulrich/”Neckbrace” (Lea Michele), Jennifer/garota que tem um canal sobre velas *wtf*, Tiffany/”Taylor Swift surda” e Mac ou Bunch/”Lésbica Predatória”.

tumblr_nv41z30qjp1u9e89no1_500

REACTION:

tumblr_ns3nwi0dMT1u8b7efo2_500

Chanel, muito chateada, vai ‘desabafar’ com seu namorado, Chad Radwell (Glen Powell), que diz que ela deve continuar sendo popular, porque ele não pode namorar alguém que não seja popular, e é apoiado pelo seu melhor amigo, Boone (Nick Jonas). PREPAREM-SE PARA OUTRO MOMENTO FANGIRL!!!! Resumindo: Chad é um idiota.

tumblr_nqvm61PEp11u8b7efo3_r1_500

tumblr_nv574g7PK51uso1cmo1_1280

Chanel vai no Café com a Srta. Bean e conta à ela o seu plano brilhante para assustar as candidatas à entrar na Kappa: ela vai ter uma briga *falsa* com a Srta. Bean e vai fingir empurrar seu rosto em uma frigideira, mas o óleo estaria frio e a Srta. Bean só teria que interpretar um pouquinho. Hmmm, já vimos que isso não vai dar certo, né? Enfim, ela tem uma discussão com Pete Diller (Diego Boneta), o qual trabalha na lanchonete. Ele, poucous segundos depois, conhece Grace que faz uma brincadeirinha zoando Chanel e o mino já se apaixona.

tumblr_nv6tsgHBFX1qfbptro3_500 tumblr_nv6tsgHBFX1qfbptro4_500

Ao descobrir que Grace quer entrar para a Kappa, Pete fica preocupado e diz para ela não fazer isso. Ele se revela um ‘repórter investigativo’ para um jornal, e por isso, diz que casa das Kappas é extremamente perigosa. Chanel não gosta da interação e já chega queimando o filme do Pete. Ela conta à Grace que ele era obcecado por ela e que ela até teve que pedir uma liminar, o que a deixa um pouco assustada.

Enfim, as candidatas voltam à Kappa, e Chanel começa com seu plano.

tumblr_nv3vxu6CcJ1qhzi2jo1_500 tumblr_nv3vxu6CcJ1qhzi2jo2_500

Eu sinceramente não entendi até agora se essa colagem era combinado, mas eu acho que não né, vendo pela raiva da Chanel. Provavelmente o Red Devil (ops) fez isso, e as consequências não foram muito boas. Chanel realmente joga Srta. Bean no oléo, mas esse não está frio. Nah, not at all.

giphy (25)

Conclusão:

tumblr_nv401cFVQb1qiiay5o1_250tumblr_nv401cFVQb1qiiay5o2_250

Depois dessa catastrofe, Grace ameaça contar tudo à polícia, mas Chanel *sendo Chanel* chantageia as outras meninas a mentirem para a polícia dizendo que Grace que teria matado a Srta. Bean, e a garota não faz nada. Assim, as meninas vão esconder o corpo em um freezer, com Pete observando tudo escondido, e voltam para a casa.

A próxima cena é da reitora Munsch falando, revoltada, de sua vida. E aí mostra que Chad (isso mesmo, o namorado de Chanel) estava ao seu lado, deitado na cama. O mesmo diz que estava apaixonado pela reitora…*lame*, que diz que ele é muito ruim de cama. Ele vai embora, e ela se olha no espelho dizendo “que já tinha feito coisas piores”. Nada suspeito, né? ……

Grace vai desabafar com Pete sobre o ocorrido, sem saber que ele tinha visto tudo. Ao contar isso para ela, ela diz que quer tirar Chanel da Kappa, que quer promover uma mudança na irmandade e deixa-la como era na época em que sua mãe fazia parte (sabe de nada, inocente). Ela propõe ser uma espiã para Pete, e usar seu jornal para destruir a reputação da Kappa. Pete fica ainda mais apaixonado (obsessed?), né, não precisa nem dizer. Eles dois decidem ir até o freezer para ver o corpo da Srta. Bean.

Chanel continua no erro de achar que Chad é uma pessoa que se importa com ela, e o chama para ajuda-la à se livrar do corpo da Srta. Bean. Ele acha isso incrível, porque tem fetiches com pessoas mortas. ew ew ew. Só que chegando lá, WHERE’S THE BODY???? Oh well. Chanel acredita que a Srta. Bean está viva. Será?

Com medo, Chanel tem a brilhante ideia de fazer um pacto de sangue com as Chanels para manter o segredo entre elas.

tumblr_nv7y7xh7Pp1uod3vuo1_500

Melhor cena hahhaha. Chanel #2 is my fav, claro <3  Descobrimos que a Chanel #3 tem HPV, e o pacto não sai como Chanel esperava. A #2 decide sair dali, e ir arrumar suas coisas para ir para sua casa.

E então, ela recebe a visita de alguém.

tumblr_nv7lxp7dJW1u5iipuo1_500 giphy (27)

Chanel #2 leva uma facada do Red Devil, após sua “dança” com ele/ela.

tumblr_nv3wdpodIq1tpdzkco2_400

Masssss, ela o chuta e levanta e ao invés de sair correndo, o que seria o mais sensato a se fazer, ela vai para o twitter comunicar aos seus followers que está sendo atacada, of course.

tumblr_nv3xt82pzf1rf0mq7o1_500

O Red Devil levanta, e a mata do mesmo jeito. CHORANDO BECAUSE ARIANA :(

*gotta send that last tweet tho* hell yeah, #2!

tumblr_nv543o2QAH1ql5yr7o1_500

E agora sim… *DEAD* (O Ryan Murphy disse que ela vai voltar, então, estou menos triste. Agora, como ele vai fazer isso, eu não sei. Dá um jeito, porque #WeWantChanelNumber2Back (vou usar no twitter lol).

As Chanels acham o corpo da #2, e Chanel diz que a única pessoa que poderia ter feito isso era a Srta. Bean (teoria: ela voltou dos mortos e quer se vingar. BUT no, Chanel). Enfim, Chanel decide deixar o corpo aonde estava e ir prosseguir com a Hell Week.

tumblr_nv88daVk3B1t1mqt7o1_500

Chanel diz que vai humilhar muito as meninas na Hell Week, e Grace, *boazinha, diz que não vai permitir que isso aconteça. Que elas são uma mudança na Kappa. E Chanel pede para ter uma conversinha em particular com ela, enquanto #3 e #5 continuam com a primeira etapa da Hell Week.

tumblr_nv5ulqjIyl1qb9pa3o1_500

Chanel diz que não suporta Grace, mas a chama para ser Chanel #6, que rejeita a proposta dizendo que sabe que Chanel é infeliz. Ela então, desabafa, reclamando de seus pais, seu namorado (obrigada), e suas amigas. Grace diz que a Kappa deveria mudar e assim, as meninas seriam realmente como irmãs. Mas Chanel disse que já tentou ser assim, mas que tudo isso a faz ter vontade de vomitar. Grace fica revoltada e vai embora.

Para começar a Hell Week, todas as meninas ficam com seus corpos totalmente enterrados, a não ser a cabeça, e elas teriam que permanecer assim durante a noite toda. Chanel #3 e Chanel #5 vão embora as deixando nessa situação. Zayday começa a ouvir um barulho, e então o Red Devil aparece em um cortador de grama, e…………… coitada da Taylor Swift surda.

giphy (19)

E assim, o Piloto acaba. Mas nós pudemos também assistir ao segundo episódio, Hell Week, pois fora uma premiere dupla. Eu vou parar por aqui porque esse post já está gigantesco! Mas eu amei o ‘Hell Week’, e se vocês gostarem, posso comentar sobre ele também :)

Enfimmmm, o que acharam de Scream Queens? <3

 

25 de setembro de 2015

Colégio vs Faculdade / Carreira dos sonhos?

(Sei que estou sem postar a mais de um mês, mas esse post é em parte uma explicação e também é sobre algo que eu vivi no meu último ano do colégio, e ainda vivo.)

image

Faculdade. Essa era a palavra que mais me despertava nervosismo no ano passado. Terceiro ano, ano de vestibular. Aquele em que você só estuda, estuda e estuda, seja para o ENEM, outras provas, ou para o próprio colégio. O ano mais estressante, de mais dúvidas, medo e desespero. Tudo isso porque somos “obrigados” a escolher a profissão que desejamos seguir para o resto de nossas vidas tão cedo. E isso era o que mais me deixava nervosa: não fazer ideia do que eu queria, e ter que estudar para passar para uma coisa…indefinida(?) ou até inexistente. Como você se dedica estudando para alcançar um objetivo que você nem mesmo sabe qual é? Naquele ponto, eu já nem tinha vontade de fazer faculdade. Por dois motivos: 1- a minha falta de amor e curiosidade por algum curso e 2- o meu tão grande apego ao colégio. Eu me sentia um alien comparada aos meus amigos, porque ele eram o oposto de mim: muitos deles já tinham certeza do que queriam, alguns até já sonhavam com essas profissões desde pequenos, e eles mal podiam esperar para sair da escola. Por que eu era tão diferente? Não sabia, e continuo sem saber. Mas o meu colégio representava para mim quase que uma segunda casa, onde eu conheci os meus melhores amigos, tive o meu primeiro amor, chorei, ri, e amadureci, muito. E eu só não tinha vontade alguma de sair dessa realidade. Quanto mais eu pudesse adiar tal feito, seria melhor. Lá eu convivia com pessoas que eu conheço desde criança, e que eram praticamente minha família. Eu amava o ambiente, e sabia que sentiria até falta de estudar as matérias que não seriam minhas específicas (só não sinto falta das milhões de horas que eu passava estudando biologia na véspera da prova!). Era uma rotina com a qual eu estava acostumada desde sempre: botar o despertador para as 6h00, acordar só as 6h40, me arrumar correndo, e chegar na escola (à poucos passos da minha casa) exatamente às 7h20, no horário limite. Só que a hora de dizer ‘adeus’ chegou, mesmo que eu não quisesse. Infelizmente, tem algumas coisas que não são eternas. E desde o início do meu terceiro ano eu já sofria por antecipação a chegada desse dia. Veio a formatura, a missa, todo mundo chorou, se abraçou e teve aquele sentimento estranho ao perceber que não teria aula mais com aquelas mesmas pessoas de tantos anos. Enfim, só restava esperar a nota do ENEM e das provas das outras faculdades e ver no que dava. Eu não estava nem um pouco ansiosa para isso. Como disse antes: eu estava completamente confusa, sem saber de nada em relação ao curso, o que me desanimava demais. O tempo passou, e eu descobri que houvera passado para a PUC para Engenharia Química. Era esse o curso com o qual eu sonhava? Não. Eu gostaria muito de dizer que sim, mas não seria verdade. “Ué, por que você escolheu isso então?” Bom, porque eu sempre achei que eu era mais voltada para a área de exatas, e quando você fala isso, qual é a primeira coisa que as pessoas pensam? “Vai ser engenheira!”, e bom, de todas as engenharias a que eu mais achava que combinava comigo era a química (até porque eu amo química <3), e aí eu coloquei isso mesmo. E fui chamada para fazer esse curso na PUC-Rio. Eu recebi o email um dia antes do meu aniversário, mas só o vi, de fato, no dia. Fiquei feliz. Minha família ficou orgulhosa e de repente eu fiquei mais animada com essa ideia, ainda mais porque era para o segundo semestre, em agosto. Eu teria esses oito meses para fazer qualquer coisa, e isso me animou. Comecei a fazer aula de canto, que eu amo imensamente, academia, terminei meu inglês, e adiantei tudo para tirar a carteira de motorista. Mas quando ia se aproximando do início das aulas, eu ficava nervosa e desanimada. Mas me surpreendi, sabia? Minha primeira semana da faculdade foi boa. Conheci pessoas novas e bem legais. Fui para um lugar totalmente diferente do que eu estava acostumada e comecei a ter aulas no laboratório, o que eu realmente gosto. Só que sei lá… Eu estaria mentindo se dissesse que não é cansativo, ou que eu amo só estudar toda hora e ter prova sábado, ou que esse é o curso que eu amo e me vejo exercendo essa profissão no futuro. Não é assim. Tem dias que eu acordo desanimada e sem disposição para encarar quase duas horas de trânsito para ir e para voltar, ou para fazer milhares de exercícios para uma coisa que não me desperta aquela paixão. A diferença entre a Mari de agora e a Mari de 2014 é que eu não vejo mais isso como a pior coisa do mundo. Eu sei que eu sou jovem, e que mesmo o tempo não parando, eu tenho a possibilidade de trocar de curso ou correr atrás de um sonho. Eu não temo mais o termo “faculdade”. Eu sei o quão importante é ter um ensino superior, e eu estou cursando esse curso para ver se gosto. Estou me dedicando porque quero descobrir o que eu quero. Não é a minha carreira dos sonhos, mas é uma oportunidade, e essa é a chance que eu estou me dando para conhecer mais sobre isso. Até então é algo que eu estou levando. Mas se um dia me fizer infeliz, é porque não é pra ser. Porque não tem fundamento algum. E por mais que eu fique perdida, já vai ser uma certeza que eu vou ter: a de que não é isso que eu quero para a minha vida. Esse primeiro mês têm sido muito corrido, com muito estudo e pouco tempo para mim. Por isso, demorei tempo para postar. Só que eu vi que foi algo que me fez mal… Eu gosto de fazer essas postagens, e não tem porque deixar de fazê-las. E é assim que eu estou aprendendo a conciliar tudo ao meu redor, sem abrir mão do que me faz feliz e do que eu amo.
É normal se sentir confuso. Ter uma certeza tão grande assim é dificil, ainda mais em relação a carreira. O que eu aprendi nesse tempinho de um mês e pouco é que não tem nada melhor do que reservarmos tempo para fazer as coisas que amamos. Melhora tudo! O humor e os dias em geral. Por isso, eu pretendo fazer muitos e muitos posts :)

24 de setembro de 2015
Topo